terça-feira, 4 de novembro de 2008

A Revoada dos Patos

O processo de redução do leverage nos EUA, que atingiu níveis sem precedentes na história daquele país, e a redução do consumo das famílias que atingiu um recorde de 73% do Pib americano e 20% do mundial, não sairão barato e levarão anos para serem concluídos. A gênesis de um genuíno bull market, como aquele que nasceu no começo da década de 80, ficará para uma distante época.

No entanto, há muitos touros em barrigas de ursos, uns mais fracos e outros mais fortes. O dado divulgado hoje sobre o volume financeiro das saídas das pessoas físicas norte-americanas dos fundos mútuos de ações em setembro, após feita a normalização com a finalidade de eliminar a inflação e a deflação nos preços das ações, atingiu um nível cuja magnitude somente se compara com a de julho de 2002, 3 meses antes do nascimento do falecido bull.


Fonte: ICI / KB

É a primeira peça importante na linha da tese de que estamos diante de um processo de formação de um fundo para um rali de bear market.

Isso não implica em que o filme de horror a que os comprados assistiram não possa ter ainda mais um capítulo, pois há ainda peças fora do esquadro.

Stay tuned.

4 comentários:

l fernando disse...

Boa Tarde,
Porque ainda não veio a público a situação dos fundos de hedge nessa crise? Tem algo com os prazos de resgates?
abç
l fernando

KB disse...

fernando

vc se refere aos hedge funds aqui ou lá fora?

aqui a Anbid tem divulgado (estatistica diária e gratuita com d-3 dias de atraso) enormes resgastes há muito tempo.

lá fora eu acho que somente revistas especializadas, não gratuitas, divulgam esse quadro sobre os hedge funds. eu não assino nenhuma.

o quadro dos hedge funds não traz muita luz ao que eu quero focar, ou seja, como estão reagindo os retail investors diante do cenário atual, mas somente em relação às aplicações fruto de suas decisões próprias de investimento.

conforme eu já comentei aqui nesse espaço, o fato do retail botar dinheiro num hedge fund, o processo decisorio de resgate de uma aplicação eh, no âmbito psicológico, mto diferente qdo a decisão na alocação de recursos pertence a um gestor ou à pessoa fisica.

sendo a decisão de investimento propria da pessoa fisica, o processo decisorio eh mais sujeito à dissonância cognitiva que somente é vencida após muito sofrimento.

comento mais sobre esse tema em textos anteriores.

abs

Psycho disse...

Não sei se já falei disso aqui. Mas a próxima janela de resgate dos HFs é 01/01/09. Porém os cotistam devem avisar os fundos com no minimo 45 dias de antecedencia. Para alguns HF esse prazo é de 60 dias - mas o estrago causado por esses a gente já assistiu há 2 semanas.

Então temos um prazo limite de 15/11 para os HFs terem uma ideia mais refinada do furo que virá pela frente. Considero então essa primeira quinzena de novembro crucial. Veremos mais desalavancagem, busca pela liquidez ou o deleverage já terminou?

É bom prestar atenção. Abs,

KB disse...

Psycho

Acho que já você falou, mas não custa ser reprisado e nesse sentido a tua observação é bem vinda.

Como os grandes players não ficam parados como um poste, e se o que você disse tem fundamento (eu a julgo plausível), eles atuarão bem antes dessa data.

Abs