sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Economic Cycle Research Institute

Para quem não conhece essa instituição independente, Geoffrey Moore, o seu fundador, foi um dos pioneiros na criação dos indicadores antecedentes (leading indicators) na década de 40 do século passado. Inicialmente a técnica foi vista com enorme ceticismo pelos economistas da época, porém atualmente todos os bancos de ponta tem os seus leading indicators para quaisquer países e muitos, inclusive, para setores das economias, que são guardados a sete chaves.

Quem não conhece essa técnica, um pequeno exemplo deverá ajudar. A primeira coisa que um empresário da construção civil deve fazer é obter uma licença junto ao órgão regulador e partir daí iniciar a execução do projeto. Em algum momento serão necessários gastos em materiais sanitários, por exemplo. Tendo conhecimento do número de permissões para construções, pode-se conhecer com alguns meses de antecedência o volume de vendas de materiais sanitários pelos fabricantes.

Portanto, o número de permissões para a construção é um indicador antecedente. Nos EUA temos o indicador Building Permits que antecipa em torno de 2 trimestres os impactos sobre a atividade econômica. Tem também o Housing Starts, o Housing Market Index, enfim, indicadores para todo o gosto.

Me impressiona a pobreza de indicadores econômicos antecedentes relativos à economia brasileira. Parece-me que os nossos institutos e o próprio governo não se deram conta de como se pode aumentar a eficiência na alocação de recursos com o emprego desses indicadores.

O PMI Industrial existe nos EUA desde o final da década de 40 e o ISM Serviços desde 1997, indicadores amplamente empregados em outros países, mas no nosso caso foi necessário o banco Real se associar com a Markit Economics no começo de 2006 para a construção de um PMI Industrial para a nossa economia, divulgado mensamente.

A Fundação Getúlio Vargas, fundada em 1944, somente em meados da década passada se associou ao instituto alemão IFO para construção de indicadores sobre a confiança do empresário. Enquanto isso, a maioria dos nossos institutos continua produzindo estudos baseados em técnicas arcaicas que mais se aproximam de achismos, verdadeiros lixos tóxicos para quem os lê, claro, e pior para quem aposta em suas conclusões.

Geoffrey Moore foi um dos criadores do leading indicator da economia norte-americana divulgado pela Conference Board, atualmente considerado o indicador antecedente oficial. Ao se afastar do governo, Geoffrey Moore participou da fundação do Economic Cycle Research Institute e continuou a desenvolver a sua metodologia. Os seus indicadores são considerados tecnicamente bem mais avançados do que os da
Conference Board.

O ECRI foi um dos poucos institutos independentes a prever a recessão no início da presente década. A partir de então ganhou enorme notoriedade, tendo sido por diversas vezes mencionado com louvor pela revista The Economist.

Geoffrey Moore faleceu na década passada, mas deixou sucessores no ECRI. Os sócios remanescentes escreveram um livro sobre indicadores antecedentes que eu comprei há 5 anos atrás quando eu comecei a me envolver no assunto. Esperava mais do livro, porém pelo menos os princípios básicos foram bem explorados e serviram para evitar que eu trilhasse caminhos errados.

A partir da notoriedade do ECRI no início da década, os seus leading indicators perderam um pouco de seu valor, pois tudo o que se torna público ou com acesso pela maioria dos players é imediatamente precificado pelo mercado. No entanto, é melhor ter conhecimento de algo juntamente com os grandes players do que o contrário.

O ECRI divulga às sextas-feiras o seu leading indicator semanal (WLI ou Weekly Leading Indicator) sobre a economia norte-americana, cujo grau de antecipação varia entre 1 a 2 trimestres. A mensagem abaixo, divulgada hoje, resume um cenário nada animador:

“With WLI growth falling to a fresh 28-year low, it is clear that the recession will not end any time soon, regardless of actions taken by Washington.”

O WLI é um indicador de médio prazo, mas há também indicadores divulgados pelo ECRI para horizontes bem mais amplos.

3 comentários:

Ricardo disse...

Muito bom, KB, meu gerente deu a dica em 2007, nem dei bola..hehe

"O índice dos indicadores antecedentes da economia norte-americana, Leading Indicators, é um relatório que compreende vários índices já divulgados, como pedidos de auxílio-desemprego, custo de mão-de-obra, permissões para construção entre outros. O indicador é produzido por uma organização sem fins lucrativos chamada Conference Board, e busca determinar o desempenho da economia para os próximos três a seis meses.

[]'s

Através deste indicador muitas decisões são tomadas, ora por Investidores ora pelo Governo, ou seja, momento de investir momento de sair !!"

aguia disse...

Mr.KB:

ia comentar, mas o Ricardo já disse quase tudo.

binóculo é para quem quer ver mais longe.

flap.

aguia disse...

no entanto, só para registro:

o Google publicou o seu Post;

é a quarta referência na url:

ah, se o pessoal do ECRI ler.

http://www.google.com/search?q=economiccycleresearchinstitute&rls=com.microsoft:pt-br:IE-SearchBox&ie=UTF-8&oe=UTF-8&sourceid=ie7&rlz=1I7SUNA