quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Alguns Sabem Escutar, Outros Não

Em março de 2007, logo após o 1° tranco na bolsa devido aos primeiros sintomas da crise imobiliária, eu decidi escrever uma lauda na seção de comentários em um blog de um famoso jornalista. Para a minha surpresa o meu longo comentário, muito longo por sinal, foi destacado numa seção à parte, com meu nome e email.

Tornado público o meu email, eu recebi e troquei com algumas pessoas mensagens sobre o tema, a crise imobiliária, e a coisa morreu por ai. Não sei por qual motivo, eu comentei com uma dessas pessoas, cujo nome apresenta as iniciais PCP, que eu mantinha um blog, mas que não era aberto ao público. A partir da minha recusa em abrir o acesso ao blog perdemos o contacto.

Para a minha surpresa o PCP, que arquivou o meu endereço eletrônico particular, me enviou hoje uma mensagem onde reproduziu 2 trechos de um email, com data de 27 de março de 2007, que eu lhe enviei como resposta à solicitação de acesso ao meu blog.

Abaixo reproduzo o conteúdo desse meu email-resposta (Subject: Re:), em que eu recusei o acesso ao blog, enviado hoje pelo PCP, que não somente arquivou o meu endereço como o conteúdo das nossas correspondências. Pelo horário da minha resposta, que consta do cabeçalho do email, vê-se que o meu hábito de ficar até tarde vem de longe.

Sent: Tuesday, March 27, 2007 5:08 AM
Subject: Re: SOLICITAÇÃO DE PERMISSÃO PARA LER SEU BLOG

“Em um bull market as suas crenças valeram para ganhar dinheiro, e muito se foram bem aproveitadas, mas em um bear, que se avizinha, elas poderão te destruir.”

“Em um ambiente de boom como o atual, um campo fértil para geminar a idéia de que a prosperidade não sofrerá revés, e que me parece estar prestes a sofrer, é natural esperar que os investidores cometam excessos, acostumados aos longos anos de bonança. É da natureza humana esse tipo de comportamento. Excessos, por definição devem ser purgados. Um bear market tem a função de purgar esses excessos.”

Depois de reproduzir 2 trechos dos meus comentários, no email-resposta, o PCP acrescentou:

“Sofri alguns meses por ter saído no auge da festa, mas agora me sinto recompensado por ter seguido seus conselhos...”

Forçando a minha memória, que não é privilegiada, me lembrei que o PCP nas conversas apresentava um viés muito bullish. Sorte dele porque deve ter tirado bom proveito.

Sorte ainda maior foi ele saber escutar.

Um comentário:

aguia disse...

QUÁ!?

vixi...quase trombamos com êstes dois postes; vou ler o planfeto que colou no seu e depois vou dormir, pois não tenho mais saco para ler o meu.

vá dormir também, veneravel vampiro: amanhã a gente salva o mundo, né uái... rsrs.

banoite