quinta-feira, 30 de outubro de 2008

O Bear Foi Palitar os Dentes

A forte saída dos investidores dos mercados emergentes e a repatriação de capitais pelos cidadãos e empresas norte-americanos geraram uma enorme escassez de Dólares no mundo, motivo pelo qual a moeda norte-americana reverteu o seu longo movimento de baixa. Qualquer motivo que diminuísse esse estrangulamento serviria como uma razoável fonte de alívio.

A grande novidade ontem, e que serviu como um importante fator de realimentação da alta na Bovespa, foi a notícia de que o Fed estabeleceu um convênio de swap de moedas com alguns países emergentes, inclusive com o Brasil, oferecendo a esses países os tão escassos Dólares.

Conforme foi mencionado nesse espaço, o primeiro dia da reação do Bovespa foi através de um robusto DCA e que, diferentemente dos DCAs anteriores que serviram de armadilha para os comprados, a chance de uma reação mais duradoura ou mais intensa era maior.

São os grandes players quem dão o tom de uma tendência e a impressão minha é que alguns insiders já no dia do DCA tinham conhecimento do arranjo entre o Fed e o BCB e que foi capaz de gerar uma razoável sensação de alívio, claro que também ajudado por short covering (zeragem dos vendidos a descoberto).

Os 3 dias de alta apresentaram volumes bem robustos, inclusive hoje, e o índice Bovespa obteve sucesso no rompimento de uma primeira LTB, sinal de que a pausa no bear market deverá ser mais prolongada, conforme já suspeitávamos.

Não quer dizer que, depois de ter subido cerca de 25% desde a mínima mais recente o mercado continue apresentando o mesmo vigor. A região em torno de 42K, máxima intradia de um robusto DCB assinalado no dia 15/10, será um paredão para o Bovespa.

Embora não seja um leading indicator, sendo no entanto um coincident indicator, o dado sobre a expectativa do consumidor divulgado ontem pela FGV mostra que não se deve esperar muito dos resultados das empresas brasileiras por um bom par de meses e já se foi o tempo em que a bolsa subia no vazio.


Fonte: FGV / BCB / KB

O gráfico trimestral acima mostra a taxa anual de crescimento do Pib na cor preta, trimestre contra o trimestre do ano anterior, e a média trimestral da expectativa do consumidor, a curva vermelha obtida por regressão linear. No caso do 4° trimestre de 2008 usei o dado da expectativa do consumidor divulgado no mês de outubro, portanto, não é ainda a melhor representação do último trimestre, mas apenas uma idéia preliminar.

De qualquer modo, o quadro mostra que ainda não é hora de ser muito arrojado em relação aos objetivos do índice Bovespa.

Ontem eu mostrei o quadro que revela o sentimento entre os weak hands que operam opções. Quando essa turma se tornar otimista, mesmo sem excesso, e até o momento eles estão neutros, e a volatilidade implícita das opções cair abaixo do meu modelo, no momento está em 62,9% aa contra 47% aa pelo meu modelo, será novamente a hora de voltarmos a adotar uma extrema cautela, pois o processo de deleverage não terá uma solução pontual.

Apenas nos EUA nos próximos anos deverá ocorrer uma queima de dívidas de no mínimo U$ 20 trilhões, com a redução do leverage dos agentes econômicos de 360% do Pib para 200%, e que deverá exercer uma enorme força negativa e oposta aos estímulos fiscais e a uma política monetária mais frouxa.

4 comentários:

teste disse...

caro kb

desculpe se estou sendo inoportuno.

acho interessantíssimo o que vc escreve, mas nunca havia visto alguns indicadores usados aqui.

por exemplo, o "medo" e "otimismo" dos weak hands no SPX.

essa metodologia é de acesso livre ou é própria sua? pq pelo descrito, é de dar água na boca!...

de qualquer forma, é genial unir o sentimento dos players à frieza dos charts!

abraços


kroius

KB disse...

Sr. Teste

É assim que eu devo lhe chamar?
Vc não esta sendo inoportuno coisa nenhuma, o Sr. está apenas fazendo perguntas muito indiscretas :))

Brincadeiras à parte (espero que esteja de bom humor :)), vc não irá encontrar esse indicador com o tratamento dado aqui.

Caso aquela corzinha da barra se torne alaranjada ou vermelha eu voltarei a plotá-lo (e sai de baixo...), ai vc terá a chance de checá-lo in loco.

Claro que ele não tem o timing perfeito, às vezes trasnscorrem alguns dias. Pode tardar, porém não falha :)

Lhe asseguro, é muito eficiente, desde que não seja usado isoladamente, é muito bacana mesmo.

Infelizmente em Pindorama não temos dados como se tem lá fora para montar algo semelhante, salvo as operações via trading direto via bolsa e fundos que, diga-se de passagem, somente dão algum sinal quando jorram dinheiro como fizeram em junho e agora, em outubro.

Esse que eu apresentei sempre estão disponíveis, esse é um aspecto muito bom.

Eu lhe garanto, eu não "vivo" sem ele. :))

Abs

aguia disse...

caro TESTE:

agora, ao dar uma relida geral pôrrrraqui, foi que vi seu comentário final, lááá no outro post e não entendi nadinha do certamente mal entendido, e por mais certo ainda, culpa do pássaro anta aqui.

a intenção era colar meu coment 'budista', sôbre calmas e carmas, ao mestre, no post da Volks, em relação à última frase dêle (se vc der uma olhada no tal issue entenderá).

ali, no poste errado e debaixo do seu, realmente ficou sem nexo (alô Fact e Bob da equipe de auditagem... eu disse "nexo", rsrs)

quanto ao mais, não é ping-pong não: ao contrário, os nossos posts destinam-se, solidàriamente, aos visitantes do blog que - como vc - nos distinguem, privilegiam e honram, lendo-nos e participando com seus comentários.

bração.

teste disse...

ok, gente, muito obrigado pela atenção!

teste é o nome que o blogger me deu, já que não tenho conta própria.

vou providenciar uma e pretendo continuar aprendendo com vocês, se me permitirem.

como eu havia dito, na foto ficou bem bonito o tal marcador, aí eu fiquei curioso como seria determinado qual a cor de cada vela... pra ver se faz sentido igual a interpretação da imagem pronta, sabe como é... podem me chamar a atenção se eu passar do ponto com minha curiosidade!

aguia, agora entendi seu comentário atravessado. me desculpe se atravessei o meu ainda mais...

abs a voces!