quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

impossivel ver O futuro; BUT, facil olhar os Futuros

já que é impossivel ver O futuro; sempre tento olhar o mais distante possivel o passado do market, através os charts históricos; pois dão-me uma visão retrospectiva do mercado que desejo ver, a nivel panorâmico; e me regosijo com meus queridos parceiros chartistas do TiB - de escol que são (hã?...quem maldou skol, é mente poluida) - quando colocam e analisam um dêles aqui; tipo o bebum ao olhar, como que hipnotizado, pra um tentador copo cheinho de cachaça.

MAS, é facil olhar os Futuros no market; pois que estão estampados para todo lado e até na tela do Canal Bloomberg; e estão vermelhos hoje; assim como vermelhos estão os céus europeus (e isso já no presente, com as tops DAX; FTSE100 e CAC no mergulho)... e daí?
daí que a nos basearmos apenas nisso, podemos errar redondamente tentando antever o que ocorrerá na Matriz a partir das 12,30; BUT... tais tendências já podem dar um bom pano de fundo ao day-tradista, ao tentar antever o pincel do chartista mercado; o que já é uma Arte.

BOA SORTE AOS AMIGOS E NÃO ABANDONEM A CANJINHA JUST NOW.

6 comentários:

Marx disse...

Não sei como está a interpretação do MACD para estes tempos, no entanto no grafico horario do YMH9 há que se notar uma certa divergencia entre preços e o ocilador em questão, sendo que isso já vem de tempos. Como você disse "podemos errar redondamente".

aguia disse...

Marx:

antes de mais nada me diga:

se não apenas no nick...vc é também "Karl"?

em o sendo, tiro o chapeu, tanto para si, quanto para quem o batizou com o honoravel nome de um profundo filósofo humanitário e economista de respeito que li em minha juventude (zentos anos atraz); e cujas opiniões sociais até hoje admiro; mesmo que depois estupradas por grandes Ditadores (pequenos pseudo-ideólogos, cujas sementes daninhas grassam pôrrrraí até hoje).

BUT... vamos ao market:

a coisa tôda escorregava num samba de criolo doido, bebum e em salão cheio de sabão.

a Divergência que observou no Moving Average Divs. e Convs. foi só em tempo de CCCP?... a meu simplório ver - mesmo não sendo analista e muitos menos chartista - no Curtíssimo, as Divs podem ser mais ilusórias [normalmente olho tal Indicador apenas no Daily; Weekly; e Monthly; dando preferência para êste último; de tão pachorrento; muito paciente observador; e tranquilo player ultra-conservador - cheio de cicatrizes - que sou; para ver tendências de LP e até 'LPAPDV' (rs)].

e no CCCP - como ali raramente meço tanto Divs Pos. quanto Negs - prefiro olhar qualquer 'mercado' (atico ou índice) em comparativo, com minha régua transparente (sério), com o MACD Histograma e o Indicador de Fôrças Verdadeiras; além do vetusto Tio Willy (William's%R) regulado no 9 para menos... dá para errar um pouquinho menos.

espero ter respondido a contento, senão, me perdoe.

[ ]

aguia disse...

é rata, digo, errata:
...atico, não: ativo.

penso que o mais importante no que vai pregado neste
poste (se é que pode considerar-se algo de importante,
nisto aí...)é a ENORME diferença entre os dois - f e F -

...no "Título".

rsrs

Anônimo disse...

Bem que vc poderia comentar eta figurinha 1 deste futuro na proposta do Obama, projecta o fundo o fundo do o\poco.
, (http://www.docstoc.com/docs/3486860/Obama-Stimulus-Job-Impact-Report
figura 1

rindo do futuro.

Marx or not disse...

Pudera, mas o marx é apenas nick. Certamente ficaria lisonjeado se tivesse recebido tal nome. Os elogios que fez ao verdadeiro Marx não são pra menos, ainda me impressiono com a capacidade que ele teve para explicar e "prever" algumas facetas do capitalismo e da acumulação de capital em si, ainda que acreditasse em uma estrutura politica/economica mais elevada. Claramente seus ideais sofreram muito nas mãos de homens com mente pequena e poder absoluta.

--------------------

Sobre a divergencia rsrs (qual divergencia mesmo). Como eu disse, não sei qual a interpretação mais adequada para o MACD nesse periodo que estamos passando.
Talves uma sinal mais fiel aconteça no seguinte quadro:
1 - mercado em tendencia primaria de baixa.
2 - surgimento de uma tendencia intermediária de alta.
3 - exaustão da tendencia intermediaria sinalizada pelo surgimento de divergencias baixista nos osciladores.

Apenas 1 hipotese.

aguia disse...

gostei da observação sôbre o Velho Humanista.

afinados nisso.

afinados ainda na opção 3 -

afinados, finalmente, quanto ao gôsto (ou mania; ou neurose; ou cachaça...tanto faz) de 'garimpar' Divergências no market; insistindo consigo em que é mais prudente vê-las - e até, dando muito sorte, 'pressenti-las' (e sôbre isso o Bob quase caiu de costas numa 'certa histórica' que cantei no último 'picão' do falecido Bull) - melhor no LP (e até mesmo no LPAPDV).

áxu.

[ ]ão.