quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

A FIXACAO DE ALGUNS, COMO EU, NO TIO SAM...

seguinte:

apesar de nossos preclaramente idiotas entrevistados oficiais; os quais dizem as besteiras que lhes vem as cabecas; apesar ainda da maioria das identicas antas da midia economico-financeira que dizem e escrevem idem e da mesma forma; os EUA sao, indubitavelmente, a maior potencia, economica; financeira (e belica, etc) do planeta, ponto.

tentar saber o que acontece porrrrla, porrrtanto, eh dever de casa de qualquer pessoa, lucida, que se interesse por economia e financas (a ateh por conflitos, armados, ou nao); dai esta minha fixacao sobre o que aconteceu; acontece e pode vir a acontecer na terra de Tio Sam,

a Matriz.

como tambem, por curiosidade intelectual, a gente faz o possivel para dar uma olhada no mundo em geral, sem a pretensao de parecer culto ou professoral... nadinha disso, o contrario ateh, ja que neste espaco cultiva-se a solidariedade e tenta-se despertar o espirito dialetico, isso sim.

interessante e importante tentar olhar o panorama visto da ponte, tanto a nivel historico e ao mais LPAPDV possivel, quanto tentar ver o que realmente acontece em momentos historicos, principalmente como o atual, tentando garimpar a verdade no meio do turbilhao de mentiras e empulhacoes e o ultimo post do Fact retrata isso numa excepcional coletanea.

OBAMA, eh, evidentemente, politicamente, hors concurs nus urtis, nao ha como duvidar: o cara eh um genio politico, negro, origem simples (compare com o busha), com um tremendo jogo de cintura, o ser humano mais importante e influente a todos os niveis, para o bem ou para o mal, pois chegou onde ninguem jamais acreditaria... que eh exatamente o topo do poder neste planeta, e, aparentemente, sem saber picles de economia & financas.

hoje os States estao, ja declaradamente na midia, entre 3 alternativas de combate a crise; e, infelizmente, parece haver-se escolhido a pior para comecar que eh o continuismo assistencialista diversificado (seguindo a mesma parafernalia da turma do bushinha, da qual, a tchurma 'nova' tem a mesma cara); outro Japao e este, para sair de uma parecida, se arrastou no tal lenga-lenga ambulatorial tapa-buracos quase uma decada.

historicamente, ja disse aqui e repito, sabe-se, ao buscar dados serios, junto a historiadores economicos idem, que ha exemplos de perda de tempo e marasmo, como o modelo japones, BUT, and on the other hand, ha modelos de sucesso como o da Suecia:
ESTATIZAR O QUE DE PODRE HOUVER NO MF!!!... fizeram isso la e deu certo; varreram dos Bancos em bancarrota os CEOS incompetentes, desqualificados e desonestos; e colocaram financistas de escol (nao, Bob, nao eh a cerveja, po^!... alpinista, se a gente fala que algo pinga, traduz cachaca, rs); recuperaram o Sistema e o devolveram, sanado, aa sociedade.

e porque esta, a melhor e COMPROVADA solucao, nao pode ser imediatamente adotada e fica como terceira e ULTIMA (nao ha uma quarta) opcao?... simplesmente porque arrepia a ideia de se ESTATIZAR, como que isso fosse aplicar principios ideologicos de esquerda, mesmo ja tendo sido feito ontem (as Hipotecarias).

e dai?

dai que vamos ter que esperar as duas outras opcoes naufragarem, esta atual da UTI que agora virou Hospital Geral ja de quilha' o quando e se, Obama acordar e trocar toda a equipe do Setor, colocando academicos qualificados (e os ha) - porem DESCOMPROMETIDOS com a Banca - e seguir a cartilha SUECA.

ou, inventar solucao melhor ainda que esta que foi aplicada e exitosa se bem nao ovacionada e sequer muito comentada, ja que

coisa boa nao e noticia,
nem mesmo em economia...

enquanto isso vai se desenrolando (e o mundo sofrendo por alguns anos); la, na Chefia; porrrraqui a gente vai ter que ter paciencia e estomago para continuar vendo, ouvindo e lendo, as xaropadas tupiniquins - rezando, no meu caso - para que Edwiges, a santa Maior, se apiede de alguns paquidermes e pelo menos os faca pensar antes de abrir a boca; eis que, 'a meu ver' (grande merda, course), o momento atual nao eh o melhor para sermos ridicularizados internacionalmente.

'e o MARKET?'... perguntaria o leitor (se ha alguem lendo esta josta) e responderia esta anta aqui: 'o market vai espelhar o que vai acontecer porrrrraqui, craro'... 'e o que vai acontecer aqui?' perguntaria o leitor, again (mas que cara curioso, po); e a resposta eh: 'aqui eh quintal, ne uai: adivinha?' e ai ne, o... nao, agora XEGA.

axu.

8 comentários:

Leo disse...

Não adinta pegar a constituição da Suécia e aplicar em Angola; não adianta tentar ensinar aos americanos a sanear a economia do modo sueco. Aqueles caras têm um modo singular de pensar e agir, além de se tratar de uma sociedade muito avançada intelectualmente como socialmente (e, claro, muito menor que os EUA).

estagiário disse...

... de certa forma ... o que o Leo diz faz sentido... eu digo faz sentido... por que não há em nenhum manual uma receita para EUA, Japão, CHINA e EURO... pela ordem... saírem da sinuca de bico em que se meteram...

Agora... na visão modesta desse estagiário... a solução passa... necessariamente por evitar o que o Japão fez... e... de fato... em alguma medida... continuar despejando liquidez no MF...

Não pode deixar os bancos quebrarem, pois isso limita o multiplicador... (KB?!)...

Não pode deixar de aumentar os gastos públicos mesmo que isso implique em déficits orçamentários monstruosos... os netos vão ajudar a pagar a conta...

Tem que ter paciência ... até as pessoas (famílias?!) perderem o MEDO... e começarem a pensar no futuro... nesse aspecto os EUA levam vantagens, pois ainda é um país jovem... diferente do Japão e EURO... cuja população já pensa na descida da ladeira....e... talvez... nesses lugares... o pessimismo já esteja reinando... como o Fact Finder afirma em relação ao fundo do poço...

Digo isso.. porque cada economia é uma economia... e está em um estágio diferente... logo... mesmo pensando MACRO... não é possível imaginar soluções e sentimentos idênticos em todos os recantos do mundo (by Krugman)..


Pra um estagiário... escrevi demais...

Bob disse...

AQui o sistema de incentivo a economia é dado pelo cartão corporativo do presidente Lulla. Só em janeiro de 2009 foram gastos R$ 8 milhões em " gastos pessoais do presidente". Não vou rir.

aguia disse...

concordo com todos,

discordando em parte, course.

sao so fatos historicos, amigos, que teremos o privilegio e ou o desprazer, dependendo do angulo, de assistir e ateh sofrer: o tratamento da endemia, de qualquer forma, estah sendo experimental e se dara certo nos EUA, ou nao, nos todos, com o tempo (...e ponham tempo nisso), vamos ver; e, inevitavelmente, ajudar a pagar a conta das tentativas... COM CERTEZA.

fatos: o enxuto modelo sueco, deu certo na Suecia e o ate hoje capenga modelo japones, ateh hoje nao deu totalmente certo no Japao.

fato: o modelo Sueco, o que deu certo na Suecia, ja eh a TERCEIRA opcao do OBAMA: ateh aih e isso ja foi noticiado, eh soh isso e reportei isso.

BUT, no que aportei a meu ver (qua...e posso estar redondamente enganado, eis que eh apenas uma opiniao pessoal da anta aqui); baseei-me no fato de que, para mim, a Banca (seja o agiota da esquina, seja um J P Morgan), eh uma coisa simples, sempre parecida com uma alavanca, padronizada universalmente e muiiito gananciosa... nao eh, penso eu (qua), uma variavel meteorologica; nem politica; nem etnica; nem social; nem us kambau; nao sendo portanto tipo assim algo que muda de cara de um pais para outro (...isso, a meu ver, repito).

por outra, 'modelo' (fora a Gisele que eh imutavel e inimitavel), nao eh formula intocavel e, evidentemente, como o proprio nome diz, eh algo para se adequar, se e quando, no que for e se preciso.

axu.

aguia disse...

amigo Leo:

nao leve a mal, mas nao entendi a correlacao, entre medidas de saneamento de sistemas financeiros podres e o conceito de que Constituicoes podem nao ser adaptaveis, tipo a de um determinado pais nao ser aplicavel a outro (nai sou Constitucionalista e nem manjo desse treco, mas nisso eu concordo consigo, po^).

MAS, na Suecia, quem decidiu a tal VASOURADA ESTATAL na sujeira da Banca suja e frouxa, nao foi a cultura local e nem o povo, foi quem tinha Poder para e Dever de fazer isso: um Estadista (essa coisa rariiiiiiiissima hoje em dia... menos em Pindorama, craro; onde a piada, digo, a bola da vez eh "simplesmente" modificar as Regras Internacionais de Troca, mudando a Moeda padrao e criando um Cambio Tupuniquim).

BUT, respeito sua opiniao e se alguem implicar com ela, fico do seu lado, no ato.

bracao.

Leo disse...

caro Águia

Em primeiro lugar, bom ter esse tipo de discussão de alto nível. É raro encontrar algum site (*blog) que eu tenha vontade de contribuir com algum comentário. Na verdade, minha "primeira vez" foi no MFF (piadinhas - fim das piadinhas).

Essa história da constituição da Suécia já é quase um clichê - em uma interpretação livre, quer dizer que há coisas que são escrevinháveis na constituição de um país como a Suécia devido à elevadíssima educação e consciência social do povo sueco. Mas tente exigir um padrão ético e moral elevado aqui no Brasil e o que você e o resultado vai ser catastrófico.

O paralelo que tracei com o socorro dos bancos suecos é que não necessariamente o modelo adotado lá seja aplicável aos EUA. Não conheço a fundo o plano sueco, mas pelo que entendi os bancos foram saneados e os ativos podres arrancados dos balanços, estatizados e posteriormente vendidos. Algo assim, não?

O que, na minha opinião, não se aplica do plano sueco aos bancos americanos é

1) Já foi. O governo já executou o socorro da Fode Mae e Funny Mac e voltar atrás agora seria bastante desgastante. Ao invés de sanear as duas companhias travessas, o governo basicamente garantiu os empréstimos dessas instituições. Ah, sim, tinha o AIG também. Por que ele foi socorrido mesmo?

2) Estatizar *todos* os bens podres custaria dinheiro. Muito dinheiro. Na verdade, seriam tantos quaquilhões de dólares, ou N vezes o PIB anual, que seria impossível não fazer o paralelo com uma revolução comunista. Isso seria um baque tão forte para o modelo liberal que dificilmente nos acostumaríamos com a idéia. Acredito que a dimensão do socorro sueco tenha sido muito menor que o que estamos falando hoje.

Falei de mais.

abraço!

Leo disse...

*falei "demais"

aguia disse...

falou muito sim,

MAS...

foi muiiito BEM!

e V se nao some!

bracao cara bao.