domingo, 4 de julho de 2010

...e o nosso amigo ANDRÉ aponta mais uma pedra:

http://br.reuters.com/article/businessNews/idBRSPE66202P20100703

(by Sir André in coment)

...e já enviou outra pedrada, esta do P-K:

http://blogs.estadao.com.br/paul-krugman/2010/07/02/mitos-da-austeridade/

4 comentários:

André disse...

PUTA ARTIGO SOBRE AUSTERIDADE FISCAL !!! http://blogs.estadao.com.br/paul-krugman/2010/07/02/mitos-da-austeridade/

aguia disse...

...kkkkkk...

excelente artigo!!!

..."A era da austeridade-com-crescimento vivida pela Irlanda na década de 1980, por exemplo, dependeu de uma drástica transformação do déficit comercial em superávit comercial, o que não é uma estratégia que pode ser seguida por todos ao mesmo tempo."...

puta verdade, craro, né uái... tem que ter alguém comprando de vc, sem troca alguma, nem prato na Balança e fazendo só deficit; tipo assim comércio unilateral à Direita a la Garrincha (but... tudinho combinadí$$imo com o 'técnico' do outro time... digo, país).

quando eu era criança (a zentos anos atraz) o Tio Sam, dono da bola e do apito, jogando conosco, já praticava 'isso'; exportando feijão podre e yô-yôs k pra Pindô (navios e mais navios); só não sei é quem levava as U$propinas, buuuut, que era tudo combinadinho, ah, isso era!

axu

The Engineer disse...

O problema é que os gastos feitos pelo FED e o governo americano não tiveram nenhum resultado para fazer com que houvesse crescimento real da economia.

Se for para salvar bancos da falência, o caminho da austeridade fiscal é o melhor.

Ou então salva-se tudo imprimindo mais moeda. Os EUA já viraram um país socialista, ninguém mais pode quebrar.

O caminho da austeridade fiscal é o único que pode "salvar" o sistema financeiro do jeito que é, pela sua essência. Não é o que o FMI disse para o Brasil, Coréia do Sul, Argentina, etc, quando estavam com problemas?

aguia disse...

hehe... que é...é...

BUUUUUUUUUUUT...